terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Alegria, Alegria (ou Poesia de Bar) (TUBARÃO)


Alegria, Alegria
(ou Poesia de Bar)
(TUBARÃO)


pelos copos que bebo
alegria, alegria
pelas garrafas que ficam
alegria, alegria

pela conversa
pela companhia
pela hora sem pressa
alegria, alegria

pelos cantores desafinados
pela bêbada euforia
pelos amendoins torrados
alegria, alegria

pelas mesas de bar
cheias de filosofia
pelos guardanapos amassados
garranchos de poesia
tudo o que se vê é
alegria, alegria !

Um comentário:

Novos Uivos disse...

Grande Tuba.

Sua poesia, nossa alegria alegria!!
Sempre a plenos vapores!!!

Carlitos & Barbara-Ella
Pazzzzzzzzzzz